Um ‘Bon Voyage’ para você

“Enquanto não encontro a pessoa certa, vou me divertindo com as erradas”. O dito popular é claro e direto. Se aplicamos a máxima aos automóveis, teríamos de definir qual o objeto de desejo para poder almejá-lo e partir em sua busca. Fábio Monteiro definiu que seu sonho era um Volkswagen Voyage Sport, mas como não encontrou um em bom estado logo de cara…

É complicado encontrar o carro dos seus sonhos logo nas primeiras buscas. Geralmente parte-se para um modelo semelhante ou equivalente. O Voyage Sport entrou em produção em 1993, quando Fábio possuía 20 anos. Ao ver o primeiro modelo na rua, decidiu que um dia teria ele. Ou quase. Primeiro teve um VW Gol GTS’94 que lhe trouxe muitas alegrias. O Gol foi vendido para a aquisição de uma VW Saveiro 2002, que recebeu diversos mimos durante os dois anos que esteve com Fábio. O fascínio por VWs quadrados fez com que a Saveiro fosse vendida para dar lugar a um raro Santana Sport’90 equipado com rodas OZ modelo Vella e suspensão com molas Eibach e amortecedores Koni.

Passeando por redes sociais e fóruns voltados aos Volks, Fábio encontrou aquele que seria a realização de seu desejo: um VW Voyage Sport’93 preto, exatamente igual ao modelo que pululava seus sonhos por mais de 15 anos. A agonia de não possuir capital disponível suficiente para adquirir o carro, a distância (o carro estava em Brasília, a mais de 1.100km da casa de Fábio) e o fato do Santana não ser um carro de venda rápida fizeram com que Fábio quase desistisse.


O dinheiro para a compra o meu irmão acabou me emprestando. Comprei a passagem de avião pra Brasília, fui ao banco, peguei um cheque administrativo e marquei com minha irmã de ficar na casa dela até resolver tudo. Comprei o carro e voltei pro RJ dirigindo, só parando pra abastecer e comer. Longas 13 horas de viagem…e graças a Deus deu tudo certo.

O sonho estava quase perfeito, mas após curtir por alguns meses Fábio resolveu tornar seu sonho um pouco mais atual. Instalou uma rara direção hidráulica e substituiu o velho carburador por um completo sistema de  injeção eletrônica Magneti Marelli AVB dos primeiros VWs injetados de 1.8L a álcool. O motor ganhou ainda um filtro de ar esportivo com CAI (Cold Air Intake) feito sob medida com defletor de calor, tampa de válvulas do Passat alemão, cabos e velas especiais da NGK e um escape dimensionado do tipo 4×1 para melhor exaustão dos gases. Por se tratar da versão Sport, o comando de válvulas é o famoso 049G que garante um bom rendimento em toda a faixa de giros.


Originalmente equipado com as clássicas rodas BBS de 14″, Fábio não encontrou nelas o tamanho necessário para compor o visual pretendido para o conjunto e tratou logo de adquiri um jogo de BBS originário do BMW Série 5. Como a furação da BMW possui 5 furos dispostos em 120mm de diâmetro, não casavam com a furação original do Voyage (4×100). A solução encontrada foi a refuração e ajuste do off-set do conjunto para o padrão original da VW por uma empresa especializada. O serviço ficou perfeito, e agora as rodas de 7,0×15″ calçam pneus Kumho KU31 de medidas 165/50-15″, causando um efeito strech (esticado) nos pneus devido à diferença de larguras entre o conjunto.


A suspensão agora é do tipo regulável e conta com amortecedores preparados. Na dianteira o conjunto é da Down Suspensões e na traseira veio da Fênix Amortecedores.  A estrutura ganhou uma barra anti-torção superior, e um reservatório de óleo foi instalado para acumular os vapores de óleo que iriam para a admissão, ambos da Imohr. As maçanetas foram substituidas pelas dos últimos Santana fabricados. E seguindo a moda ditada pelo German Look, as lentes dos faróis de neblina foram pintadas de amarelo.

O interior, tratado a pão-de-ló, recebeu alguns mimos de versões mais completas da família quadrada. A luminária agora é da versão Luxo, com pára-sol menor. De uma falecida Parati GLS vieram o extensor de console, acabamento do freio de mão e carpete cinza. Os bancos Recaro, o volante “quatro bolas” recoberto em couro, os forros de porta originais (sem furos) e o painel satélite fecham o interior com o requite de 15 anos atrás.

Algumas mudanças estão sendo programadas para acontecerem aos poucos. Um trato completo na pintura vai deixar a aparência zerada, os pára-choques serão substituídos por modelos novos, com o protetor do Sport e o spoiler lateral da saudosa Parati GLS. Um acerto mais fino no motor também está previsto, mas são fases que deverão ser curtidas e aproveitadas ao máximo, como num sonho de longa duração.

Fonte: Jalopnik

Anúncios

Tags:, , , , , ,

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: